Suplementação

ZMA: conheça os benefícios e como tomar o suplemento

Antes de ler esse artigo, tenho uma pergunta para você: Você tem interesse em demorar muito mais na cama? Quer saber o segredo dos atores pornô e deixar sua mulher LOUCA DE TESÃO? Clique aqui e assista ao vídeo.

A busca pelo corpo sarado e bem definido está crescendo cada vez mais entre o público masculino em geral. Para atingir o objetivo, muitos homens têm recorrido a treinos pesados na academia para ganhar massa muscular de forma rápida e eficiente e apostado em uma alimentação rica em proteínas, vitaminas e minerais para potencializar os seus resultados.

No entanto, nem sempre manter uma dieta balanceada e praticar exercícios físicos regularmente pode favorecer a hipertrofia muscular da forma esperada. Muitas vezes, os motivos podem estar relacionados à própria dificuldade de cada pessoa em ganhar músculos, seja por uma herança genética, doença hormonal ou até mesmo deficiência de testosterona. Veja aqui algumas dicas para aumentar a testosterona.

Nestes casos, a prática esportiva e a dieta devem ser potencializadas com uma suplementação alimentar. Existem atualmente no mercado de nutrição para atletas diversos suplementos alimentares que visam o ganho de massa muscular de forma rápida e significativa através da melhora do desempenho durante os treinos, com o fornecimento de mais energia e mais força para exercitar o corpo.

Mais que isso, há produtos que ajudam a aumentar a produção de testosterona, principal hormônio masculino responsável pelo crescimento muscular e desenvolvimento da saúde em geral, e facilitar a conquista desse objetivo, como é o caso do ZMA, assunto do nosso artigo de hoje. Quer saber quais são os benefícios deste poderoso suplemento para o ganho de massa muscular? Então, continue lendo esse post até o final e conheça tudo sobre o produto.

O que é e para que serve o ZMA?

O ZMA (Zinc Monomethionine Aspartate) é um suplemento alimentar composto, como o próprio nome já diz, por zinco, aspartato de magnésio e vitamina B6, reconhecido e popular entre atletas por favorecer o ganho de massa muscular através do aumento da força muscular, aceleração do metabolismo, melhor construção e recuperação dos músculos após os treinos e aumento dos níveis de testosterona no organismo.

Em especial para o público masculino, o ZMA tem sido muito recomendado para quem quer potencializar os treinos e conseguir uma boa forma física. Isso porque cada um dos ingredientes presentes em sua fórmula possui uma função importante na busca por esse objetivo.

O zinco, por exemplo, tem o papel fundamental de favorecer a atividade de algumas enzimas no organismo, facilitando processos bioquímicos como a síntese de proteínas musculares, o que o torna indispensável para quem quer construir músculos fortes e bem definidos em pouco tempo.

Já o magnésio é essencial para melhorar as funções cardíacas e o transporte de neurotransmissores importantes para a construção muscular. Por último e não menos importante, a vitamina B6 ajuda no metabolismo dos aminoácidos, pequenas partículas das proteínas, que, por sua vez, constituem a estrutura dos músculos, além de permitir que a glicose dos alimentos seja utilizada como fonte de energia no lugar dos aminoácidos.

Por este motivo, o ZMA é considerado um suplemento com efeito anabólico e anti-catabólico, ou seja, que promove o aumento de massa magra e evita a perda da mesma.

Benefícios

Agora que você já sabe por que o ZMA é tão importante para o ganho de massa muscular, conheça abaixo de forma resumida quais são os seus benefícios gerais para o corpo:

1 – Previne a deficiência de zinco e magnésio

Esses minerais, apesar de serem os mais importantes para o bom funcionamento do corpo, são os que mais dão sinais de deficiência na alimentação da maioria das pessoas. Isso porque os alimentos ricos nesses nutrientes podem não ser tão comuns na dieta, tanto em atletas quanto em não-atletas, como é o caso das ostras, caranguejos, verduras verde-escuras, peixes, porco, grão integrais, entre outros.

Por isso, ao tomar o ZMA, o primeiro benefício será o de suprir a carência de zinco e magnésio no organismo.

2 – Melhora a imunidade

Além de todos os seus benefícios para o ganho de massa muscular, o zinco também tem a capacidade de melhorar o nosso sistema imunológico e ajudar na defesa do organismo, prevenindo e combatendo uma série de doenças através da redução do estresse oxidativo e inflamação. Portanto, ao tomar o ZMA, você pode aumentar também a imunidade do seu organismo.

3 – Repõe o zinco perdido durante os treinos

Por conta da transpiração, é comum que muitos atletas e praticantes de atividades físicas percam bastante quantidade de zinco, entre 8% e 9%, chegando a causar até mesmo a sua deficiência. Neste caso, mais uma vez, o ZMA pode ajudar a repor os níveis perdidos do mineral durante os treinos.

4 – Aumenta a produção de testosterona

Este é um dos benefícios que faz com que o ZMA seja tão procurado por atletas e praticantes de atividades físicas atualmente. Um estudo da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, mostrou que alguns jogadores de futebol que tomaram o suplemento durante oito semanas tiveram os seus níveis de testosterona aumentados em cerca de 30%.

Apesar de não se saber ao certo o porquê desse aumento, o fato é que o produto pode mesmo ajudar na síntese do hormônio masculino, que, por sua vez, é essencial para o ganho de massa magra.

5 – Melhora a qualidade do sono

Por conter o magnésio em sua composição, o ZMA é um suplemento capaz também de melhorar as suas noites de sono. Isso porque esse importante mineral tem como papel fundamental estender as fases 3 e 4 do sono, ou seja, aquelas que dormimos mais profundamente, que são essenciais para descansar verdadeiramente a mente e o corpo.

6 – Controla a produção dos hormônios da tireoide

Mais uma vez, por conter zinco em sua composição, o ZMA pode ajudar na regulação dos hormônios da tireoide e, consequentemente, controlar o metabolismo do corpo. Quando este mineral está em falta no organismo, pode causar a redução do metabolismo basal e tornar ainda mais difícil a perda de gordura.

7 – Evita o catabolismo

Ao diminuir os níveis de cortisol no organismo, o zinco e o magnésio presentes no ZMA podem evitar o chamado efeito catabólico nos músculos, que nada mais é do que a quebra do tecido muscular e consequente atrofia. Por isso, tomar o suplemento é muito importante para quem não quer perder massa magra e nem prejudicar a sua performance nos treinos.

8 – Combate a retenção líquida

Devido à sua ação diurética, o ZMA também pode ajudar a combater a retenção líquida no corpo e evitar os incômodos inchaços. Isso porque o zinco e o magnésio atuam como agentes moduladores fisiológicos nas vias linfáticas.

9 – Favorece o ganho de massa muscular

O magnésio e o zinco presentes no ZMA ajudam a promover o efeito anabólico nos músculos e ajudam na construção de massa magra. Além disso, a vitamina B6 evita o efeito catabólico, ou seja, previne a perda de massa muscular.

10 – Melhora a saúde mental

O magnésio e o zinco presentes no ZMA possuem ação antioxidante e ajudam na melhora das atividades do cérebro. Além disso, por conta da vitamina B6, o suplemento pode atuar como um potencializador do desempenho das funções cognitivas, como a concentração, memória e os reflexos.

Como tomar?

O ZMA deve ser tomado diariamente, sempre 30 minutos ou uma hora antes de dormir. O horário é considerado o ideal para aproveitar todos os benefícios do magnésio em relação à qualidade do sono. Para potencializar os seus efeitos, a dica é tomar o suplemento alimentar com o estômago vazio para facilitar a absorção dos seus nutrientes. Em contrapartida, muitos especialistas alertam para a mistura do ZMA com alimentos ou suplementos ricos em cálcio, pois estes podem afetar a absorção do zinco.

Qual é a dosagem diária recomendada?

Para homens, a dosagem diária recomendada de ZMA é de 3 cápsulas, considerando os produtos que tragam em suas fórmulas 30 mg de zinco, 10 mg de vitamina B6 e 450 mg de magnésio. Em todo o caso, é necessário procurar um médico especialista para indicar as dosagens adequadas deste suplemento alimentar especificamente para o seu caso, após consulta e exames laboratoriais.

Efeitos colaterais e contraindicações

Quando tomado de acordo com a dosagem diária recomendada, o ZMA não traz nenhum efeito colateral com o seu consumo. No entanto, cada um dos nutrientes presentes em sua composição, quando em níveis elevados no organismo, podem causar sintomas indesejados.

O excesso de zinco (mais de 60 mg por dia), por exemplo, pode causar diarreia, câimbras, náuseas, além da deficiência de cobre, levando à queda da imunidade e dos níveis do colesterol bom (HDL). Ainda, há também maiores chances de desenvolver câncer de próstata.

Já as dosagens exageradas de magnésio podem provocar distúrbios do sono e as de vitamina B6 à consequências neurológicas. Quanto às contraindicações, pessoas que fazem uso contínuo de medicamentos, como, por exemplo, para tratar doenças cardiológicas e osteoporose, devem consultar o seu médico antes de tomar o ZMA.