Sexualidade

Bomba peniana: pra que serve e como usá-la

Bomba peniana
Antes de ler esse artigo, tenho uma pergunta para você: Você tem interesse em demorar muito mais na cama? Quer saber o segredo dos atores pornô e deixar sua mulher LOUCA DE TESÃO? Clique aqui e assista ao vídeo.

A bomba peniana é um aparelho que ganhou fama por, supostamente, aumentar o tamanho do pênis – o que sabemos não ser verdade – mas é bastante eficaz para alcançar ereções fortes e mais duradouras.

Por isso, é muito utilizada por homens que possuem dificuldade de ereção e não querem – ou podem – tomar remédios como o Viagra, visto que esse tipo de medicamento apresenta fortes efeitos colaterais e riscos, sobretudo para homens que possuem doenças cardiovasculares.

Se este é seu caso, leia este artigo e saiba tudo sobre a bomba peniana e como ela pode te ajudar a enfrentar a disfunção erétil.

O que é uma bomba peniana?

A bomba peniana é um aparelho de uso externo que promove e mantém a ereção através da constrição a vácuo. É composta por um tubo de acrílico com um anel de borracha na base e uma bomba acoplada na outra ponta, que pode ser manual ou elétrica.

O processo consiste em enfiar o pênis no tubo acrílico através do anel, bombear criando um vácuo dentro do cilindro que promove a ereção, e depois prender a circulação sanguínea com o anel para manter o pênis ereto.

Como usar a bomba peniana?

A bomba peniana é um acessório de fácil utilização, mas é necessário ter alguns cuidados para evitar danos no seu pênis.

Coloque o pênis dentro do tubo acrílico enfiando-o através do anel de borracha em sua base. Você vai notar que no corpo do tubo há um pequeno furo, que deve ficar voltado para cima. Esse furo é uma forma de liberação do vácuo, e se a sua bomba não tem essa abertura, certifique-se de que ela possui outra maneira de liberar a pressão.

Comece a bombear o equipamento criando um vácuo que puxe o sangue pela extensão do pênis deixando-o inchado e ereto. Enquanto bombeia, mantenha o furinho no tubo fechado com o dedo para manter o vácuo e quando sentir que a pressão está muito grande, tire o dedo para que o ar entre e o vácuo diminua. Faça isso repetidas vezes até alcançar uma ereção forte e potente.

Depois que seu pau estiver duro, use um lubrificante para deslizar o anel de retenção até a base do seu pênis e posicione-o bem junto ao corpo, como um anel peniano. Em seguida, libere o vácuo e remova a bomba.

Com o anel ou faixa de constrição é possível ter relações sexuais sem perder a ereção. O efeito costuma durar cerca de 30 minutos, período em que é possível usar o anel com segurança e sem acarretar danos ao pênis.

A bomba peniana é eficaz?

A maioria dos homens que usam bomba peniana se mostra bastante satisfeita com os seus resultados, sendo que 50% a 80% dos usuários afirmam que ela é tão eficiente como qualquer outro tratamento de disfunção erétil.

Além disso, é uma alternativa mais segura e barata do que os medicamentos convencionais para disfunção erétil, como o Viagra, Pramil e equivalentes.

Também pode ser útil para homens que passam por alguma condição de saúde ou sofreram algum trauma ou procedimento que prejudique sua capacidade de ereção.

Pessoas com baixo fluxo sanguíneo (principalmente no pênis), que já passaram por cirurgia de próstata e câncer de cólon, homens que sofrem de diabetes, ansiedade, depressão e outros problemas psicológicos também são beneficiados pelo uso da bomba peniana.

Possíveis efeitos colaterais

A ereção provocada pela bomba peniana é artificial e por isso pode trazer alguns efeitos colaterais. É comum o pênis ficar com uma coloração roxa e apresentar dormência.

Além disso, hematomas podem aparecer na haste do órgão, sobretudo onde o anel fica alojado. Casos de sangramento e lesões na pele também podem ocorrer.

Outro efeito colateral comum é uma ejaculação menor e com pouca força, acompanhada da sensação de que o sêmen está preso dentro do seu corpo, o que pode prejudicar o orgasmo e tornar a ejaculação um pouco dolorosa.

Contraindicações e riscos

A bomba peniana deve ter prescrição e acompanhamento médico, pois seu uso pode ser prejudicial e trazer riscos para pessoas que apresentem algumas condições de saúde.

Por exemplo, pessoas que possuem algum tipo de doença congênita que provoque sangramento não devem usar o aparelho, assim como homens que tenham tomado aspirina ou algum remédio para dor que afine o sangue, já que estes aumentam o risco de sofrer hemorragia durante o uso da bomba peniana.

O uso também é contraindicado para homens com anemia, leucemia e outros problemas sanguíneos, uma vez que estes têm uma chance maior de desenvolver coágulos.

A bomba peniana também não deve ser utilizada por homens com priapismo, condição caracterizada por uma ereção dolorosa que pode durar por várias horas.

O uso constante e indevido do aparelho pode causar impotência temporária, rompimento de vasos sanguíneos, pele do prepúcio mais grossa, hematomas e bolhas. Além disso, pode causar lesões ao pênis caso o vácuo ou pressão gerada seja muito alta.

Por isso, ao comprar sua bomba peniana, certifique-se de que seja um produto de boa qualidade e que conte com um bom sistema de liberação rápida do vácuo, que evitará lesões graves no pênis.

A bomba peniana é um aparelho útil e que pode melhorar a vida sexual de quem tem problemas de ereção. Apesar de apresentar riscos e efeitos colaterais, eles podem ser minimizados com acompanhamento médico e o uso correto e saudável do equipamento.

Você já usou uma bomba peniana? Compartilhe sua experiência nos comentários.