Exercícios físicos Saúde

Vale a pena fazer avaliação física? Saiba mais aqui

Praticar atividades físicas regularmente e manter uma dieta balanceada está entre os pilares para conseguir um corpo em forma e saudável.  Por isso, têm aumentado em muito a procura pelos treinos orientados nas academias e nutrição para conseguir esse objetivo.

No entanto, ao mesmo tempo em que muitas pessoas estão buscando uma melhor qualidade de vida ao se matricular em uma academia, uma grande parcela acaba desistindo da nova rotina em um curto espaço de tempo.

A principal explicação para isso está relacionada à falta de orientação especializada e adequada para a limitação e objetivo de cada uma para com o próprio corpo, fazendo com que os alunos executem exercícios físicos chatos e repetitivos que não lhe dão prazer e nem resultados e que, consequentemente, se tornam um motivo para abandonar a academia.

Essa orientação que deve ser dada ao aluno na academia é papel fundamental da avaliação física, assunto do nosso artigo de hoje, que deve ser feita obrigatoriamente pelo professor na academia. Mas, por que ela é tão importante? Será que vale a pena fazer a avaliação física? Continue lendo esse post para saber a resposta dessas e outras questões sobre o assunto.

O que é a avaliação física?

avaliacao-fisica-por-que-fazer

A avaliação física é uma ferramenta ou metodologia utilizada pelos profissionais de Educação Física para identificar as limitações, objetivos e nível de condicionamento físico dos alunos que pretendem iniciar a prática esportiva.

Trata-se de uma consulta onde o professor bate um papo com o aluno para saber sobre o seu histórico familiar e realiza testes e medidas para avaliar como anda o seu condicionamento físico para praticar exercícios físicos ou algum esporte.

O objetivo maior é identificar fatores intervenientes que possam desencadear algum incidente na realização da atividade física/esporte, como doenças cardiovasculares, tabagismo, hereditariedade, alteração no colesterol, alteração do açúcar no sangue, sedentarismo, dentre outros problemas, e evitar quaisquer surpresas indesejáveis, como piora do quadro de algumas enfermidades ou lesões ou até evitar esforços exagerados que possam levar à morte (principalmente, no caso de pacientes hipertensos).

Além disso, a partir da avaliação física é possível saber qual deve ser a rotina de treino ideal, com os tipos e intensidade dos exercícios, para que o aluno atinja os objetivos pretendidos em relação às necessidades, a partir da melhora do seu desempenho esportivo.

Para isso, a avaliação física é composta por três partes (protocolos), como vamos mostrar nos próximos parágrafos, que visam mostrar os dados necessários para a elaboração do plano de treinamento dentro da academia.

Etapas da avaliação física

Ao se matricular em uma academia, o profissional de Educação Física que deverá acompanhá-lo nos seus treinos iniciará uma avaliação física que, apesar das inúmeras metodologias e protocolos que podem ser seguidos para fazê-la por cada academia, segue basicamente as seguintes etapas:

1 – Anamnese

anamnese

Esta etapa consiste em uma conversa entre professor e aluno, onde o profissional coleta as informações sobre o seu histórico familiar e quais são os objetivos do aluno ao iniciar a prática de atividades físicas ou esporte.

Neste caso, essa fase servirá para que o professor tenha uma noção de como elaborar o plano de treinamento, a partir das suas respostas para as perguntas abaixo e outras que o profissional venha a questionar:

  • Nome;
  • Idade;
  • Data da avaliação;
  • Já treinou antes?
  • Qual é a sua meta ao entrar na academia?
  • Costuma realizar alguma atividade física?
  • Fez alguma cirurgia nos últimos cinco anos?
  • Possui alguma doença diagnosticada?
  • Faz uso contínuo de algum medicamento?
  • Teve alguma lesão ou fratura nos últimos cinco anos?
  • Já sentiu alguma dor ao realizar atividades físicas?
  • Há movimentos que não consiga ou tenha vergonha de fazer?
  • Faz acompanhamento com um nutricionista?
  • Tem alguém na família com diabetes ou hipertensão?
  • Dorme bem?
  • Alimenta-se bem?

2 – Morfológica

importancia-da-avaliacao-fisica

Nesta etapa, o profissional deverá verificar se algumas das respostas dadas pelo aluno na etapa anterior são realmente verdadeiras, quando o corpo é quem deverá falar por ele. O professor irá mensurar as estruturas corporais do aluno e instituir um ponto de referência para quantificar seus resultados, a partir da coleta dos seguintes dados:

  • Altura;
  • Peso;
  • Perimetria (medição do pescoço, tórax, ombros, braços, cintura, quadril, abdômen, antebraços, pernas e coxas);
  • Percentual de gordura;
  • Percentual de massa magra;
  • Diâmetro ósseo;
  • Avaliação postural (postural em simetrógafo);
  • Pisada e modelo de pé.

3 – Funcional

etapas-da-avaliacao-fisica

Na terceira e última etapa da avaliação física, são realizados testes para avaliar a flexibilidade, força e resistência do aluno. Neste caso, ela serve basicamente para o profissional de Educação Física conhecer os limites reais do aluno, fazendo testes ergométricos de consumo de oxigênio (testes cardiorrespiratórios), testes de repetições em alguns equipamentos, testes de amplitude de articulações e flexibilidade dos grupamentos musculares, entre outros.

Então, vale a pena fazer avaliação física?

Como você leu no decorrer desse artigo, a avaliação física é muito importante para evitar riscos à saúde e ajudar o professor da academia a elaborar o treino adequado para que você consiga atingir os seus objetivos o mais rápido possível, sem agravar nenhum quadro de doenças ou lesões que você possa ter.

Para que você tenha uma ideia da importância da avaliação física, no caso de pacientes diabéticos, por exemplo, a ideia é informar ao profissional da academia que fazem o uso de insulina durante a etapa da anamnese. Neste caso, ele irá orientá-los a conversar com o médico para ajustar a dosagem e os horários em que o medicamento deve ser aplicado depois que iniciar a rotina de exercícios físicos.

Da mesma forma, uma pessoa que tenha labirintite também deverá informar o diagnóstico da doença ao professor durante a avaliação física, já que esta poderá sentir tontura ao descer de uma esteira ou até mesmo cair.

Por isso, ao se matricular em uma academia, cuide para que a sua avaliação física seja bem feita, seguindo o mais próximo dos protocolos que mostramos nesse artigo, para evitar quaisquer danos à saúde ou ao corpo ou, ainda, esforços perigosos que possam levar à paradas cardíacas e morte súbita.

Até a próxima!