Suplementação

Suplementos fazem mal? São prejudiciais à saúde?

Suplementos fazem mal

Se você já toma suplemento ou conhece alguém que volta, provavelmente já deve ter ouvido a frase de alguém “você viu, aquele menino que morreu tomava essas coisas que você toma”, como se qualquer tipo de coisa direcionada para desenvolvimento de massa muscular pudesse ser prejudicial para saúde.

Um dos maiores problemas que quem toma suplementação passa é a falta de informação e divulgação sobre como que esses suplementos funcionam e quando devem ser utilizados, fazendo com que os que não sejam adeptos desse estilo de vida acreditem que pessoas que injetam substâncias não direcionadas para a saúde são semelhantes ao nosso pote de Whey que está na cozinha.

O primeiro passo para entrarmos em forma é regularmos nossa alimentação e a prática de atividades físicas, mas nem sempre os dois conciliados conseguem chegar onde desejamos, principalmente porque para desenvolvermos massa magra, ou músculos se preferir, precisamos aumentar muito a nossa ingestão de proteínas, o que pode ser difícil de conseguir apenas com a alimentação.

Suplementos por si só não fazem mal, ao contrário, muitos possuem vitaminas, sais minerais e diversos nutrientes, tornando o corpo mais saudável e o funcionamento dele melhor.

Se eles podem acabar tendo algum efeito colateral? Podem, mas isso depende da pessoa que está consumindo, por exemplo, quando aumentamos o consumo de proteína, precisamos aumentar a ingestão de água, importante para conduzir os nutrientes e quebrar as moléculas, evitando o sobrecarregamento do fígado e dos rins, bastando apenas aumentar seu consumo de água.

Mas vamos conhecer um pouco melhor sobre os suplementos mais consumidos para você entender para que funcionam e como devem ser utilizados.

Whey Protein

O suplemento mais consumido do corpo, o Whey Protein consiste na proteína do leite isolada, tendo alto valor proteico e auxiliando na recuperação dos músculos após o treino, fazendo com que as fibras se fortifiquem e aumentando a massa muscular.

O consumo deve ser de 20 a 50 gramas por dia e tomados após o treino, por ser de rápida absorção, faz com que as dores sentidas pós treino sejam menores e fazendo com que os intervalos entre um treino e outro sejam mais curtos.

Quando se insere Whey Protein na dieta, é importante aumentar a ingestão de água, pois ela que é importante para a pessoa não desenvolver problema de saúde, sendo não o suplemento o problema, mas a falta de uma rotina nova após a sua inserção.

Termogênicos

Enquanto o Whey é consumido para o crescimento da massa muscular, os termogênicos servem para quem deseja emagrecer ou perder aquela gordurinha difícil de sair do corpo.

Geralmente a sua composição em sua maior parte é feita de cafeína, que faz a pessoa suar mais e também queima gorduras localizadas. O seu consumo dá muita energia e disposição, fazendo com que as pessoas tenham mais vontade de treinar.

Os efeitos colaterais costumam ser irritabilidade, dor de cabeça e aumento dos batimentos cardíacos, mas costuma passar depois que o corpo se acostuma, único problema desse suplemento é que ele não deve ser consumido por pessoas que tem problema no coração e também que possuem dificuldade para dormir, pois o quadro pode ser agravado.

BCAA

O BCAA é o suplemento mais seguro que existe, pois não existe nenhuma contraindicação e nenhum estudo que tenha encontrado qualquer malefício que ele possa fazer para a saúde.

Esse suplemento é tomado após a prática das atividades físicas e contêm mais de 20 aminoácidos essenciais e não para o corpo, ajudando na recuperação das lesões causadas durante o treino e evitando que o corpo entre em estado catabólico, que é quando o corpo usa a massa muscular como fonte de energia ao invés de utilizar a gordura do corpo e alimentos.

Hipercalóricos

Esse suplemento já é necessário mais cuidado na hora de tomar, sendo destinado apenas para pessoas que realmente precisam de muita energia devido a intensidade de seus treinamentos ou quem possui alguma alteração no metabolismo, sendo melhor quando é recomendado por um especialista para melhorar o desempenho dos seus treinos.

Eles são destinados para quem deseja ter mais energia para os seus treino e possuem um alto índice de carboidratos que aumentam muito a insulina no corpo, servindo de energia para a prática da atividade física, mas podendo dar efeito rebote e dando hipoglicemia após seus efeitos, o que pode causar, enjoos, vômitos e até desmaios, por isso da importância de consultar um especialista para saber se existe mesmo a necessidade do seu consumo e quanto que é necessário para as suas conveniências.