Saúde

Veja 9 sintomas da testosterona baixa em homens

A testosterona é um hormônio produzido naturalmente pelo organismo e muito importante para a saúde do homem como um todo. Muita gente não sabe, mas ele é o principal responsável por todos os benefícios relacionados à mente e ao corpo masculino, desde o desenvolvimento muscular, desejo sexual, fertilidade, crescimento de pelos pelo corpo e até as boas noites de sono.

No entanto, chega certo período da vida do homem – mais precisamente a partir dos 30 anos de idade – que os níveis de testosterona começam a baixar, trazendo uma série de problemas à saúde, como perda da libido e fertilidade, confusão mental, lapsos de memória frequentes, dificuldades para ganhar massa muscular, acúmulo de gordura, entre outros.

A má notícia é que, se os sintomas ruins já começam a aparecer aos 30 anos de idade, a tendência é que eles se agravem com o passar do tempo, ficando ainda mais intensos na faixa dos 40 anos, quando os estoques de testosterona passam a cair 1% por ano, e ficam quase zerados aos 50 anos.

Por isso, é muito importante que você, com 30 anos ou mais, esteja sempre em dia com os seus exames de rotina com um médico endocrinologista para medir os níveis do hormônio e prevenir a deficiência dele no corpo. De acordo com especialistas, a dosagem ideal de testosterona no organismo varia entre 300 a 900 nanogramas por decílitro de sangue.

Caso o médico identifique taxas muito abaixo disso no seu corpo, será necessária uma reposição hormonal, que deverá ser feita com adesivos ou gel de testosterona, que você já leu em outro post aqui no blog. Se ainda não viu, clique no link para saber mais sobre o assunto!

No artigo de hoje, você vai conhecer quais são os principais sintomas da testosterona baixa em homens e tirar as suas dúvidas sobre o que a deficiência desse hormônio pode causar à saúde. Se você apresentar quaisquer dos sinais a seguir, procure um médico o mais rápido possível para começar o tratamento e voltar a ter qualidade de vida. Vamos lá?

Quais são as causas da testosterona baixa?

causas-da-perda-de-testosterona

Como você leu nos parágrafos anteriores, em geral, a principal da queda dos níveis de testosterona no organismo masculino está relacionada ao avanço da idade. À medida que o homem envelhece, o hormônio vai diminuindo em 0,8% no organismo, até atingir picos de 1% de redução quando se chega aos 40 anos.

No entanto, há casos em que homens mais jovens, entre 20 e 25 anos, também têm apresentado baixos estoques do hormônio no organismo, o que leva a se pensar que o avanço da idade não é o único fator causador da perda da testosterona. Veja, a seguir, quais são as outras causas:

  • Noites mal dormidas;
  • Estresse;
  • Falta de sexo;
  • Lesões nos testículos;
  • Excesso de peso;
  • HIV;
  • Uso indiscriminado de medicamentos;
  • Diabetes;
  • Hipogonadismo (doença relacionada à escassez ou nulidade de hormônios sexuais);
  • Má alimentação (consumo de frituras e doces, principalmente);
  • Sedentarismo;
  • Ingestão exagerada de bebidas alcoólicas (como cervejas).

Artigo relacionado: Principais formas para Aumentar a sua testosterona

10 sinais de que você pode estar com a testosterona baixa

Agora que você já sabe quais são os fatores que podem desencadear a deficiência do hormônio no organismo, chegou a hora de você conhecer quais são os sintomas da testosterona baixa no corpo masculino. Fique de olho e, qualquer suspeita, procure um médico endocrinologista o mais rápido possível.

1 – Perda do desejo sexual

testosterona-baixa-perda-do-desejo-sexual

Este é o primeiro sinal de que os níveis de testosterona no seu organismo podem não estar adequados. Mais que isso, além da perda do interesse sexual, também podem ocorrer casos de impotência sexual e até mesmo disfunção erétil.

Observe se as ereções matinais continuam normais – aquelas “involuntárias” logo ao acordar. Caso contrário procure um médico imediatamente, pois ereções mais fracas nunca serão normais, já que podem também estar relacionadas à doenças cardíacas ou diabetes, por exemplo.

2 – Cansaço excessivo

testosterona-baixa-cansaco-excessivo

A fadiga exagerada que você pode estar sentindo depois de um dia de trabalho também pode estar relacionada à baixa testosterona. Como o hormônio é ligado diretamente ao fornecimento de energia ao corpo, a falta dele pode aparecer como um sinal de cansaço excessivo.

Mas, como saber se é um cansaço normal ou causado pela deficiência de testosterona? É simples! A fadiga e falta de disposição devem aparecer em conjunto com os demais sintomas, como a falta de desejo sexual, e os outros que você vai conhecer no decorrer desse artigo.

3 – Confusão mental e lapsos de memória

testosterona-baixa-afeta-saude-mental

A testosterona também traz uma série de benefícios à mente masculina, já que é capaz de atuar diretamente no sistema nervoso. Portanto, a sua perda gradativa no organismo pode trazer uma série de problemas à capacidade cognitiva do cérebro, como concentração e memória.

Se você estiver tendo dificuldades para se concentrar nas atividades do dia a dia e ou passando por episódios de lapsos de memória, procure um médico para saber se a causa pode ser a queda nos níveis do hormônio.

4 – Alterações no humor

testosterona-baixa-mau-humor

Como falamos anteriormente, a testosterona atua diretamente no sistema nervoso. Portanto, qualquer alteração nas suas quantidades no organismo pode afetar diretamente o humor e bem-estar do homem. Inclusive, a deficiência do hormônio está relacionada aos casos de depressão masculina na terceira idade. Por isso, se você sentir qualquer sensação de tristeza, procure a ajuda de um especialista para medir os seus níveis de testosterona no sangue.

5 – Dificuldade no ganho de massa muscular

testosterona-baixa

Para que você tenha uma ideia do quanto a testosterona está relacionada ao desenvolvimento dos músculos em homens, é notável que quando os garotos chegam aos 12 anos (idade em que o hormônio passa a ser produzido nos testículos) começam a ficar mais fortes. Não é verdade? E a tendência é que os níveis do hormônio atinjam picos ainda maiores entre os 20 e 30 anos, o que aumenta ainda mais o ganho de massa muscular.

Por outro lado, quando as suas quantidades começam a baixar no organismo, é possível que afete também esse desenvolvimento muscular, principalmente na região abdominal. Além disso, é muito que comum que os homens passem a perder a massa muscular que já têm por causa dos níveis alterados de testosterona.

6 – Acúmulo de gordura abdominal

testosterona-baixa-engorda

Da mesma forma que a ausência dos níveis adequados de testosterona no organismo masculino pode afetar o ganho de massa muscular na região do abdômen, também é possível acumular gordura mais facilmente nessa parte do corpo.

A explicação para isso é que, como o seu corpo não está em fase de construção muscular, os alimentos que você ingere passam a ser transformados em gorduras e não massa magra no corpo. Já pensou em perder massa e ainda engordar? Ninguém merece! Portanto, mantenha regular a sua consulta médica de rotina depois dos 30 anos.

7 – Perda de massa óssea

baixa-testosterona-causa-osteoporose

Por atuar diretamente na densidade óssea, a falta de testosterona no organismo pode provocar também a perda da massa dos ossos em homens, deixando-os mais frágeis e suscetíveis ao desenvolvimento da osteoporose. Inclusive, uma pesquisa realizada pela University of Western Australia mostrou que os níveis baixos do hormônio podem resultar em problemas de mobilidade e fragilidade óssea em idosos.

8 – Baixo crescimento de pelos

Half shaved.

O crescimento de pelos nas regiões do rosto (barba), nádegas, tronco, virilha e região da púbis se deve diretamente às funções da testosterona no organismo. Geralmente, os pelos começam a se desenvolver quando o garoto chega aos 12 anos de idade, fase em que o hormônio começa a ser produzido nos testículos. Por isso, a sua ausência no corpo pode atrapalhar o crescimento dos pelos nessas áreas.

9 – Insônia

testosterona-baixa-insonia

Como se não bastasse todos os problemas anteriores, a perda dos níveis de testosterona também pode prejudicar as suas noites de sono. Portanto, se você está tendo dificuldades para dormir, com episódios de agitação e até mesmo insônia durante a noite, procure um médico. Vale ressaltar que este será um sintoma da deficiência do hormônio apenas se vier acompanhado dos outros mencionados nesse artigo, ok?