Saúde Suplementação

O que é testosterona? Saiba quais são os seus benefícios

Muitos homens já ouviram falar da importância da testosterona para a sua saúde e aparência física, mas a maioria não sabe, de fato, por que ela é tão essencial para o sexo masculino. Por isso, no artigo de hoje, você vai saber o que é a testosterona, para que ela serve e quais são os seus benefícios para o corpo e a mente.

Se você está atrás de uma saúde equilibrada e um físico bem estruturado, continue lendo esse post até o final e entenda como a testosterona pode te ajudar a ter uma melhor qualidade de vida. Vamos lá?

O que é testosterona?

A testosterona nada mais é do que um hormônio esteroide – ou seja, sintetizado a partir do colesterol – produzido naturalmente pelo corpo humano. Nos homens, a sua produção se dá por meio das células dos testículos e, nas mulheres, dos ovários.

Apesar de também estar presente no corpo feminino, a testosterona é considerada um hormônio tipicamente masculino, do grupo dos andrógenos (hormônios masculinos), uma vez que este está em uma quantidade 30 vezes maior que nas mulheres e é responsável pelas principais funções do organismo em homens.

Para ser ter uma ideia, a testosterona é encontrada em níveis que variam entre 8 à 60ng/dL nas mulheres e de 240 a 950 ng/dL em homens. Por isso, a substância é considerada extremamente importante para a saúde e desenvolvimento físico e sexual masculino.

Qual é a sua importância?

beneficios-da-testosterona

A testosterona é considerada o principal hormônio masculino, já que é responsável pela eficácia das diversas funções do organismo dos homens. Dentre as características que o tornam tão importante para a saúde masculina está o seu papel fundamental no desenvolvimento dos tecidos reprodutores, como a próstata e os testículos, e das características sexuais, que podem começar a ser notadas a partir da adolescência, quando o homem entra na puberdade.

Os primeiros sinais dos efeitos da testosterona neste período, quando os seus níveis estão mais elevados, são as mudanças na voz, crescimento dos pelos pubianos e barba, além do desenvolvimento dos músculos e da massa óssea. Ainda, dentre os fatores que determinam o hormônio como crucial para a saúde masculina está a sua influência no comportamento sexual do homem, através do aumento do desejo sexual e prolongamento da duração e intensidade das ereções.

Benefícios

testosterona-para-que-serve

A testosterona traz uma série de benefícios para o corpo masculino quando em quantidades ideais. Dentre eles estão:

Aumento da massa muscular

Por estar diretamente ligada ao desenvolvimento do corpo, a testosterona pode ajudar a aumentar a massa muscular. O hormônio estimula uma série de reações bioquímicas no organismo capaz de favorecer a síntese de proteínas dos suplementos ou alimentos nos músculos.

Maior desejo e resistência sexual

Ligada diretamente ao desenvolvimento das funções sexuais no corpo masculino, a testosterona pode aumentar o apetite sexual e prolongar a duração e intensidade das ereções.

Melhora da saúde mental

A testosterona também exerce funções importantes no sistema nervoso, sendo responsável pelo bom funcionamento do cérebro. Ela é capaz de potencializar a capacidade cognitiva, melhorando a capacidade de concentração e memória.

Aumento da força

Como você já leu nos parágrafos anteriores, a testosterona atua diretamente no fortalecimento da massa óssea e no aumento da massa muscular, influenciando automaticamente no aumento da força para as atividades do dia a dia e musculação, além de reduzir as chances do desenvolvimento da osteoporose.

Bom humor

Quando em quantidades equilibradas no corpo, a testosterona auxilia no alívio do estresse e favorece o bom humor. Isso acontece porque as quantidades de cortisol (hormônio que causa sensação de mal-estar e mau-humor) são inversas às de testosterona no organismo, sendo reduzidas a níveis bem baixos.

Maior energia e disposição

A testosterona está diretamente ligada aos estoques de energia no corpo. Por isso, quando o hormônio está quantidades ideais no organismo, é possível se livrar do cansaço e fadiga excessivo e ter maior disposição para realizar as atividades do dia a dia.

Perda de gordura abdominal

Por favorecer o ganho de massa muscular, os níveis adequados de testosterona no organismo podem evitar o acúmulo de gordura abdominal, deixando corpo mais em forma. Isso porque, por estar em constante construção muscular, os alimentos que você ingere são transformados em massa magra no corpo, e não gorduras.

Melhora o sono

Mais uma vez, por estar diretamente ao sistema nervoso, a testosterona pode ajudar a melhorar as noites de sono. Isso porque ela melhora as atividades do cérebro e alivia o estresse, fazendo com que se durma melhor e mais.

Sintomas da deficiência de testosterona no organismo

como-aumentar-testosterona

Na fase adulta, por volta dos 20 anos de idade, a produção de testosterona atinge picos maiores no corpo masculino, quando o homem tem maior apetite por sexo e maior fertilidade, além de um físico bem construído.

No entanto, como tudo que é bom dura pouco, quando este chega aos 30 anos, as quantidades deste poderoso hormônio começam a diminuir no organismo – cerca de 0,8% – como um sinal natural do avanço da idade. Quanto mais velho, mais os níveis do hormônio tendem a cair, atingindo 1% de perda a cada ano depois dos 40 e podendo atingir níveis baixíssimos aos 50 anos. Nestes casos, são necessários tratamentos de reposição hormonal sob orientação médica para aumentar a testosterona.

Leia também: 

Na maioria dos casos, a deficiência de testosterona se dá por conta do envelhecimento natural. No entanto, alguns fatores e hábitos inadequados no dia a dia também podem contribuir para a perda dos níveis desse importante hormônio no organismo masculino. Alguns deles podem ser:

  • Uso indiscriminado de medicamentos;
  • Ingestão exagerada de bebidas alcoólicas, como a cerveja;
  • Estresse;
  • Noites mal dormidas;
  • Lesões nos testículos;
  • Falta de sexo;
  • Diabetes;
  • HIV;
  • Excesso de peso (obesidade);
  • Sedentarismo;
  • Má alimentação (consumo de doces e frituras, por exemplo).

Além do avanço da idade, os fatores que nós citamos acima também podem contribuir para a incidência de testosterona baixa em homens. Mas, como saber se estou com a testosterona baixa? Neste caso, os sintomas sentidos podem ser os que você vai ver a seguir. Ao perceber que está com algum deles, procure um médico imediatamente.

  • Perda do desejo sexual;
  • Impotência sexual ou disfunção erétil;
  • Cansaço excessivo;
  • Confusão mental e lapsos de memória;
  • Alterações no humor;
  • Dificuldade para ganhar massa muscular;
  • Acúmulo de gordura abdominal;
  • Perda de massa óssea (podendo levar à osteoporose);
  • Baixo crescimento de pelos e barba;
  • Insônia.

Como manter e aumentar os níveis de testosterona?

Assim como maus hábitos no dia a dia e alguns fatores externos podem contribuir para a perda dos níveis de testosterona, algumas outras atitudes podem aumentar e manter as quantidades adequadas no organismo masculino de forma natural.

Alguns deles estão relacionados à alimentação e suplementação. Neste caso, você deve alimentar-se bem e não passar muitas horas sem comer. Opte por ingerir alimentos ricos em zinco, como peru, feijão, arroz integral, queijo, iogurte, além de vegetais crucíferos, como rabanete, couve de Bruxelas e repolho, ou gorduras boas, como linhaça, açaí e abacate. Se tudo isso não for o suficiente para aumentar a testosterona naturalmente, invista em uma boa suplementação, procurando um médico para orientar o consumo dos produtos.

Além disso, dormir bem, fazer sexo regularmente e praticar atividades físicas também pode ajudar de forma significativa a aumentar e manter os níveis adequados de testosterona no corpo. Evitar bebidas alcoólicas, como a boa e velha cerveja do fim de semana, auxilia no aumento da testosterona, já que o álcool é responsável por fazer o fígado quebrar estrogênio e perder zinco, o que leva automaticamente à perda do hormônio masculino.

Do mesmo modo que é importante ingerir menos bebidas alcoólicas, não fumar também ajuda nessa tarefa. Estudos indicam que a produção de testosterona é 20% em fumantes na comparação com homens que não fumam.