Exercícios físicos

Quais são os músculos do braço e do antebraço? Conheça aqui

Um dos processos da musculação é o conhecimento de qual músculo está sendo executado durante o movimento, de modo que possamos concentrar nossas forças no músculo correto e conseguir alcançar bons resultados.

Antes de iniciarmos um processo de musculação, com ou sem intuito de hipertrofia, costumamos não ter conhecimento da imensidão de músculos disponíveis em nossos braços, sendo comum falarmos após um tempo que “estamos descobrindo músculos novos que nem imaginávamos que existissem”.

Leia também: Confira 6 dicas para crescer o braço de uma vez por todas

Para melhorar o seu desempenho e conseguir desenvolver o braço de um modo completo, vamos entender um pouco melhor sobre a sua anatomia.

Bíceps

O bíceps é um músculo que possui duas cabeças e onde se concentra praticamente toda a força do braço, sendo o mais potente músculo supinador dos membros superiores. Se o seu objetivo é desenvolver braços grandes, o bíceps não deve ser o músculo mais treinado, pois ele é treinado com o objetivo de adquirir mais força e auxiliando para que os demais músculos possam suportar cargas maiores.

Tríceps

Assim como o nome já diz, enquanto o bíceps tem duas cabeças, no tríceps temos três delas. Isso significa que ele é um músculo único, mas com três terminações diferentes que, dependendo do movimento realizado durante a execução dos exercícios, pode trabalhar apenas uma dessas cabeças.

Se o seu objetivo é a hipertrofia com o desenvolvimento de braços grandes, foque em sessões que priorizem o treinamento e desenvolvimento do tríceps, pois ele pode não possuir muita força, mas é o que mais cresce no braço quando estimulado.

Antebraço

Costumamos focar tanto no treinamento dos braços que passamos a esquecer os antebraços, que são muito importantes e com uma variedade muito maior de musculatura, que precisa ser trabalhada para que o braço se desenvolva de modo completo.

Com cerca de 20 músculos diferentes, o antebraço pode ser dividido em três grupos: lateral, anterior e posterior, além de ter compartimentos musculares distintos para flexores e extensores (supinação e profanação), sendo muito importante o seu desenvolvimento para conseguir gerar mais força para a execução de exercícios com pesos cada vez maiores.

A supinação ocorre com a palma da mão voltada para cima na execução dos exercícios e a pronação quando a palma está direcionada para baixo no momento em que estamos levantando o peso de nossas sessões.

Além de ser uma parte do corpo com diversos músculos que podem ser desenvolvidos para a definição corporal, ele também conta com diversos músculos que promovem os movimentos das mãos e dos punhos, sendo que o seu fortalecimento pode também auxiliar na mão, evitando dores de tendinite e problemas de articulação.

Algumas das funções de alguns músculos que encontramos são: pronação da mão, flexores dos dedos, supinação da mão, extensores do punho e, também, os extensores de dedo, sendo todos eles músculos de ação mais complexas do que os demais que encontramos pelo corpo.

Isso porque a mão humana é a mais elaborada e complexa da natureza animal conhecida, com muitas terminações, músculos e nervos que são os responsáveis por conseguimos fazer diversas coisas, como até mesmo a possibilidade de escrever.

Mão

Não poderíamos deixar de falar nesse artigo dessa parte tão complexa de nosso corpo: nossas mãos, que podemos acabar não dando tanto valor, mas que são ótimas máquinas.

São diversos os músculos que uma mão possui, como o esticador de dedos, que é responsável por deixar todos os dedos aberto juntos.

O polegar e o indicador são os dois únicos dedos que possuem seus esticadores separados dos demais, fazendo com que os seus movimentos sejam mais independentes quando comparados aos demais dedos, pois, quando mexemos esses, os demais acabam se mexendo também, o que não acontece com o dedão e o indicador.