Saúde Sexualidade

Glândulas de Tyson: entenda o problema

Muito confundidas com DSTs, as glândulas de Tyson são protuberâncias muito parecidas com verrugas, localizadas na região da glande no pênis. Mas não é sinal de doença. O que pode ser na verdade é apenas um inchado nas glândulas de Tyson, onde pequenas estruturas entre a glande e o prepúcio aparecem, o que é muito comum entre os homens.

Grande parte da população masculina, possuem elas pouco desenvolvidas, mas entre 8 e 12% dos homens, elas aparecem hipertrofiadas e aumentam de tamanho sem um motivo especial. O que acontece é poucas pessoas conhecem essa glândula de Tyson e por isso ela acaba sendo confundida com uma DST.

Caso você tenha notado pequenas verrugas ou bolinhas entre o prepúcio e a glande, procure um médico para ter certeza de que não é nada demais.

O que dizem os especialistas?

Segundo o chefe do Departamento de DST’s da Sociedade Brasileira de Urologia, Sylvio Quadros, apesar de a glândula ter características diferentes das verrugas do HPV, até mesmo pela sua localização. Somente um profissional pode diferenciar um local do outro.

O que são as glândulas de Tyson?

As glândulas de Tyson, funcionam como um lubrificante natural, é responsável por eliminar uma substância do órgão genital protegendo-o. Quando esse lubrificante se encontra em excesso e acumulado, se origina o esmegma, que nada mais é do que aquela secreção branca alojada na região do pênis de vez em quando.

Ao notar que essas glândulas aumentam de tamanho durante a ereção, não precisa de preocupar. Conforme o homem fica excitado, elas também parecem maiores e dependendo da genética de cada um, elas ainda podem ser mais desenvolvidas. Durante a puberdade já é possível verificar seu tamanho aumentado. Devido as novas descobertas, é muito comum que jovens associem tais glândulas com alguma doença grave.

Precisa de tratamento?

Não. As glândulas de Tyson fazem parte da anatomia masculina e tem função, até quanto estão aumentadas. Não se deve considerar uma anomalia, mas sim uma variante natural do corpo masculino. Não prejudicam a saúde em nenhum aspecto, porém os homens que se sentem incomodados com esse inchaço, faça uma visita ao seu urologista.

Em casos onde o incomodo é muito grande, há a possibilidade de se realizar uma cirurgia estética, mas a maioria dos médicos afirma que a cicatriz pode ser definitiva, sem contar no pós cirúrgico que é bem desagradável. De qualquer forma é preciso tirar todas as dúvidas antes de tomar qualquer decisão.

Existe a eletrocauterização, que pode ser um tipo e alternativa para remover as glândulas de Tyson, porém, elas não voltam mais depois do procedimento. Elas fazem parte do seu corpo, e se não é sinal de doença alguma não tem porque querer removê-las. Pense muito bem antes de querer entrar na faca.