Nutrição Suplementação

Buclina realmente ajuda a engordar? Saiba aqui

Quem vive em uma batalha constante com a balança, lutando para que, ao contrário da maioria das pessoas, os ponteiros subam pelo menos um pouquinho, sabe o quanto já ouviu as pessoas falando “Nossa! Você come muito e não engorda. Que sorte!”, como se o fato de você não conseguir engordar fosse uma dádiva, e não um processo para adquirir essa conquista tão árdua quanto os que estão de dieta com o objetivo de perder massa corporal.

Qualquer processo envolvendo a modificação do nosso corpo precisa de esforços e de mudanças completas em toda a nossa rotina para que possam dar os melhores resultados possíveis, com modificações na alimentação, prática de atividades físicas, suplementação ou até sendo necessária mesmo o uso da medicação, como a buclina, que é utilizada que muitos estão atrás desse objetivo.

Antes de falarmos melhor sobre esse medicamento, é importante falar que independente do que você deseja, o melhor é consultar um médico especializado, pois somente ele poderá oferecer qual o melhor caminho para você alcançar seu objetivo mais rápido e sem prejudicar a sua saúde, com dietas e exercícios personalizados e acompanhamento de todos os hormônios, nutrientes e aminoácidos presentes no seu corpo.

O que é buclina?

Dicloridrato de buclizina, vendido sob o nome de buclina, é um anti-histamínico, ou seja, antialérgico que é vendido em 25 mg. Sua formulação já foi testada para solucionar os mais variados tipos de problemas, como enjoo, dor de cabeça, vertigem, insônia, reações alérgicas, etc., não conseguindo conseguir bons resultados em nenhum desses, de modo que se popularizou como um bom medicamento para engordar e que vem conseguindo resultados para alguns adeptos de sua medicação.

Como a buclina funciona?

Geralmente, esse remédio é dado para pessoas que não possuem muito apetite ou doentes que estão com sua ausência, pois ele faz com que o pâncreas aumente a produção de insulina, o que reduz os índices dela presentes no sangue e, assim, conseguindo enviar uma mensagem ao cérebro de que precisa de nutrientes para o funcionamento correto do seu corpo. Ou seja, a buclina estimula a fome nos pacientes que a tomam, fazendo com que eles se alimentem mais e melhor.

Desse modo, não podemos dizer que é exatamente a buclina que faz algum paciente engordar, mas o apetite que ela gera auxilia para que o paciente adquira peso em decorrência da alimentação que ele terá, o que é considerado um método eficaz pelo fabricante, já que com diversos estudos foi comprovado que, após o início de seu tratamento, os pacientes passaram a adquirir mais peso.

É importante lembrar que apenas a buclina não é o necessário para você ganhar peso de modo saudável, pois ela costuma ser ingerida com diversas outras vitaminas e medicamentos que se complementam, nunca deixando a musculação de lado, pois ela que será importante para que você engorde adquirindo massa magra e não gordura, que pode ser prejudicial para o corpo.

Efeitos colaterais da buclina

Como diversos outros anti-histamínicos que encontramos nas medicações, o maior problema gerado é a sonolência durante o dia, principalmente no início do tratamento, quando ainda estamos nos acostumando com a sua dosagem, aumentando a necessidade de segurança para quem trabalha com máquinas pesadas ou, dependendo do quanto o efeito for forte, que modifica de pessoa para pessoa, atrapalhando completamente o seu desempenho e correndo riscos.

Por isso, evite tomar em dia que irá trabalhar. Prefira testar em um dia que não precisará fazer nada que envolva máquinas, de modo a entender como o medicamento reage no seu corpo e o quanto isso irá dificultar em sua rotina.