Nutrição

Conheça os benefícios do coco para a saúde e beleza

Origem do coco

O coco é o fruto do coqueiro, que pode ser facilmente encontrado nas regiões norte e nordeste do Brasil. Muitas fontes dizem que o fruto tem origem no sudeste da Ásia, mas o fato de haver muitos coqueiros próximos às praias e seus frutos boiarem na água do mar sendo levados a diferentes continentes, abre margem para discussões sobre onde teria brotado o primeiro exemplar deste maravilhoso fruto.

Hoje, no Brasil, a produção de coco corresponde à maior fatia de toda a América do Sul, sendo parte importante na economia de diversos estados brasileiros. O coco se mostra um produto altamente rentável, visto que praticamente toda a estrutura do fruto e da árvore podem ser aproveitados, ou como alimento ou como matéria prima.

O exterior do coco, quando colhido maduro, possui uma casca que pode variar entre as cores verde e amarelo, dependendo de fatores como há quanto tempo ele está exposto ao sol. Quando esta primeira casca é removida, normalmente com o uso de um facão, já é possível ter acesso à água da fruta.

Estando o fruto já seco, se revela uma segunda casca: dura, marrom e coberta por fibras. Em seu interior, uma massa branca muito saborosa, que pode ser consumida in natura ou então retirada da casca, quebrada e seca ou torrada e utilizada em pratos, como bolos, tortas ou na famosa cocada. Esta massa também pode ser processada dando origem ao leite de coco, ingrediente utilizado na culinária de diversas culturas.

O poder da água de coco

A água de coco também é muito conhecida em todo o mundo e tem seu consumo popularmente associado à praia e ao verão. Por outro lado, é recomendado beber água de coco em todas as épocas do ano, já que é um líquido repleto de sais minerais importantes para a saúde e é um poderoso aliado para evitar e até mesmo tratar casos de desidratação.  Por este motivo, o consumo de água de coco é recomendado principalmente para idosos e crianças, respeitadas as dosagens, visto que seu consumo excessivo pode causar desequilíbrio intestinal.

Antigamente, a água de coco era injetada diretamente nas veias dos pacientes com problemas de desidratação, por apresentar características plasmáticas semelhantes ao sangue humano. Com o passar do tempo, a técnica foi abandonada por representar mais riscos que benefícios.

Benefícios do óleo de coco

Outro derivado desta fruta é o óleo de coco, obtido através da prensagem do fruto fresco e extração de seu leite, que depois é deixado em descanso até que o óleo esteja naturalmente separado do restante. Este processo de separação pode demorar cerca de 48 horas e o resultado é um soro que se concentra na parte superior do recipiente utilizado, sendo que esta parte pode ser descartada, o óleo se concentra logo abaixo.

Após extraído, o óleo de coco deve ficar longe da luz solar, para que não corra o risco de oxidar e acabar perdendo as suas principais características. Apesar de algumas pessoas ainda preferirem extrair o óleo elas mesmas, hoje em dia é possível encontrar este produto na grande maioria das farmácias e supermercados, a preços cada vez mais acessíveis.

Na cozinha

O óleo de coco também é um produto muito versátil. Ele tem aparecido como ingrediente de destaque na culinária, substituindo outros óleos e azeites nos mais diversos preparos, doces ou salgados. Também conhecido como manteiga de coco, visto que, quando se encontra abaixo dos 25 °C, ele adquire uma consistência mais sólida, este produto tem uma característica muito interessante, pois consegue preservar seus nutrientes mesmo após ser submetido à alta temperatura.

Além disso, óleo de coco é composto por cerca de 90% de gordura saturada, que faz bem para o organismo e não possui gorduras do tipo “trans”, que são altamente prejudiciais. Estas qualidades conferiram ao óleo de coco a garantia de uma escolha mais saudável para consumo, até mesmo melhor do que o azeite de oliva.

No emagrecimento

Outro uso muito comum hoje em dia é o consumo do óleo puro ou em cápsulas como auxiliar no processo de emagrecimento, já que sua composição favorece a aceleração do metabolismo e, consequentemente, o aumento da queima de gordura quando associado à uma boa dieta e exercícios físicos regulares. Estudos também sugerem o uso do óleo de coco como auxiliar quando é necessário o complemento do HDL, que é conhecido como colesterol bom, e a redução do LDL, que é o colesterol ruim.

Entre as substâncias que compõe o óleo de coco, se destaca o ácido láurico, conhecido por ter propriedades altamente protetivas contra fungos, bactérias e vírus. O ácido láurico representa mais de 50% da composição total deste óleo.

Na beleza

O óleo de coco tem ganhado espaço na área da estética, sendo utilizado como base em condicionadores e máscaras de hidratação para os cabelos e, também, loções e cremes para hidratação da pele. Apesar de ser uma base oleosa, especialistas defendem o uso do óleo de coco em qualquer tipo de pele ou cabelo, mesmo que a pessoa tenha tendências à oleosidade natural.

O motivo é que o óleo é capaz de controlar a oleosidade, promovendo uma hidratação sem deixar resquícios de produto. Por ser um item de origem 100% natural, muitas pessoas que são alérgicas a produtos químicos, normalmente encontrados em produtos de beleza, estão aderindo ao óleo de coco como alternativa.

Conclusão

O consumo do coco nas suas diferentes formas, como a fruta in natura, o leite e o óleo, traz inúmeros benefícios à saúde. É importante dizer, porém, que os resultados obtidos pela ingestão ou uso dos derivados do coco na saúde estão diretamente relacionados à manutenção de hábitos de vida mais saudáveis, como a prática de exercícios físicos, o consumo suficiente de água e uma boa alimentação.

Outra dica importante é sempre verificar a procedência do produto que você irá consumir. Com a alta disseminação do consumo dos derivados do coco, como o óleo, acabaram aparecendo no mercado alguns produtos falsificados e que podem até mesmo prejudicar a sua saúde. Seguindo estas dicas com certeza é possível extrair o melhor desta fruta que é sinônimo de saúde e bem estar!

Artigos relacionados: